quarta-feira, 24 de julho de 2013

Quem é Você, Alasca?, de John Green



Férias de julho sempre foi uma coisa meio deprimente lá em casa. Meus amigos da escola desapareciam e a galera da rua ia viajar com suas famílias. Sobrava eu, o frio, a preguiça e as prateleiras empoeiradas da locadora da Dona Maria. 

Passava tardes inteiras apenas "descobrindo" os filmes que gostaria de alugar. Procurava títulos desconhecidos com atores muito cultuados, adaptações de livros, filmes que sabia que me causariam muito (muito) medo e, é claro, coletâneas de desenhos como Os Cavaleiros do Zodíaco. Meu pai (pão duro) não me deixava alugar muita coisa, mas eu espremia o que podia.

Numa dessas experimentações, encontrei o filme Sociedade dos Poetas Mortos. Não sei bem quantos anos eu tinha ou quanto da história realmente assimilei, mas lembro da sensação que ela causou - o colégio interno, as subversões, o álcool, as amizades, a poesia, os esconderijos, e a busca por si mesmo... "preciso fazer mais, preciso ser mais". 

Vou chamar a tal sensação de bittersweet, porque é doce e é amarga, como aqueles momentos bons que a gente guarda na lembrança, logo antes de um desastre acontecer (e porque a tradução - agridoce - não me agrada).

Ler Quem é Você, Alasca?, de John Green, foi exatamente como dar play em Sociedade dos Poetas Mortos. Sofri minha dose de raiva, de felicidade, de admiração, de nostalgia, de tristeza e até mesmo de frustração. E ao terminar o livro, mergulhei em bittersweetness.

Mesmo sabendo que muitos leitores fogem de livros assim, seja pelo medo de se sentirem tristes ou pela necessidade de utilizarem a literatura como "escape", vou ser teimosa e indicar Quem é Você, Alasca?, simplesmente porque, acho eu, todo mundo precisa pensar no seu "Grande Talvez" de vez em quando.


~ História


Miles Halter não curte livros de ficção, poesia ou romance. Ele se interessa é por biografias. Sua parte preferida é conhecer as últimas palavras dos famosos falecidos.

E embora isso possa soar muito legal e um supercomeçador de conversas, ele não tinha amigos. Quando sua mãe o forçou a ter uma festa de despedida, antes de começar o ano em uma colégio interno, ele não se surpreendeu com a fato de que apenas duas pessoas apareceram. E, mesmo eles, não o faziam sentir-se particularmente estimulado a conviver em sociedade.

Para Miles, o novo colégio era a chance de perseguir o que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de "Grande Talvez". E, de preferência, ainda vivo.

Ele tinha razão: ele faz amizade com seu colega de quarto, o Coronel, que o apelida de "gordo" (porque ele é um magrelo, taí a graça) e o apresenta para Alasca.

Alasca é o tipo de pessoa que todo mundo conhece em algum ponto da vida. O tipo de pessoa que você vai amar descontroladamente por todos os motivos errados: ela é linda, inteligente e tudo sobre ela causa uma ereção mental em sua pessoa. Inclusive seus problemas e traumas. Principalmente seus problemas e traumas. 


Se Miles fosse o Tom, ela seria a Summer.

E é aí que Miles, ou Gordo, começa a conhecer a vida além das páginas de suas biografias. A primeira birita, o primeiro trote, os primeiros amigos, o primeiro beijo, as primeiras transgressões... 


~ John Green


Esse foi o primeiro livro publicado, lá nos EUA, pelo John Green. Num dos vídeos do Vlog Brothers ele conta que demorou cerca de três anos para finalizá-lo e que a mania por "últimas palavras" de Miles só surgiu numa das etapas de revisão. Ele também diz que a história é baseada na sua própria adolescência.

Nessa Q&A ele conta outras coisas legais sobre o livro. Mas cuidado: é regado de spoilers!


~ Coisas do tumblr





ISBN: 8578273427
Skoob: link
Editora: Martins Fontes
Nº de Páginas: 229


33 comentários:

  1. Muito Legal ! Quero ler !
    Você sempre acha as palavras certas para motivar nosa paixão pela literatura !

    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, mãe ^^

      Vou comprar ele, daí você lê :)

      Excluir
  2. Eu quero ler! Eu quero ler!
    Tem tanta coisa que quero ler, mas vc me indicou TANTO esse livro, e ainda me marcou no post do Face sobre a resenha, que me deixa ainda mais curiosa! XD
    Ótima resenha! :D Sem spoilers, sem coisas desnecessárias, curti =]

    E me faz pensar se alguma vez conheci alguma Alasca por aí... =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O começo dele deixa a gente meio perdida, meio sem saber aonde o livro quer chegar (assim como Sociedade dos Poetas Mortos, na vdd). Mas eu realmente gostei de ter lido esse livro.

      E acho que vc também vai curtir.

      Bom, acho que se você não tem certeza, é porque ainda não conheceu.
      Esse tipo de gente é memorável XD

      Excluir
  3. Nossa, as fotos estão maravilhosas! Quem tirou? UHASUAHSUAHSU
    Adorei a resenha Ju, como sempre. Vou ver se eu dou uma paradinha em Marca de Atena pra ler esse antes de voltar pra Jaque.

    p.s. To afim de ver esse filme, a descrição sobre ele me lembrou skins...

    p.s.s. Você é a pessoa que melhor escreve resenhas de livros, quando crescer quero ser igual a você, para de ficar grilada, 1º porque você não é um grilo, 2º porque sua resenha é muito melhor do que de varios outros blogs por ai!

    p.s.s.s. Não fala isso só por que eu sou irmã mais nova coruja, é sério ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ontem eu tava meio dormindo e imitei a cena da Mulan, mas só agora lembrei que não é o grilo que fala isso, e sim o Mushu XD

      BOM, obrigada :)

      Não sei se o filme tem muito a ver com o Skins... Acho que não. Mas é um filme muito bom. E inspirador. Vamos baixar e ver :D

      PS: brigada pelas fotos, rs.

      Excluir
    2. "para de ficar grilada, 1º porque você não é um grilo"
      Gi being Gi XD

      Excluir
  4. O segundo Ps é PPS não Pss Giovanna! xD
    Não curto muito o John Green, mas li só um capítulo desse livro, não é exatamente um livro que eu indicaria pra alguém que não tem o costume de ler...
    =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG OMG OMG Flavio comentando
      ~mundo acabando~
      É GiovaNa

      Excluir
    2. Acho que você não curte o John por preconceito. Sério.

      Quer dizer, ele é conhecido por ser autor YA... infantojuvenil e tal. Mas acho que você se surpreenderia um pouco ao ler esse livro. E até "O Teorema Katherine" (A Culpa é das Estrelas eu realmente não recomendo pra você, mas sei lá XD).

      Eu não sei se indicaria livros para as pessoas que não leem :K. Mas porque não? O que você acha que impediria alguém de acompanhar?

      Excluir
    3. OMG OMG OMG Flavio comentando
      ~mundo acabando~
      [2]

      Ju, o Flavio indica livros pra mim! Não que eu vá ler...
      E indica filmes pra mim tb! Não que eu assista...

      Mas indicar até que indica xD

      Excluir
  5. Concordo com a Gi sobre Juliana ser uma excelente resenhista. Eu detesto spoiler, mas se quero ler um livro e sei que a Ju leu, não tenho medo nenhum de perguntar sobre o que fala.

    Acho que o livro por si só não me chamaria atenção. Bom, eu já o vi diversas vezes e ele realmente não chamou atenção. Mas agora tá aqui, na fila de espera.

    A resenha é deliciosa de ler e as fotos estão lindas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você devia passar ele na frente de Divergente, rs.

      Valeu, Agda :)

      Excluir
  6. Preciso ler esse livro!
    Amo romances agridoces e depois de ler "A culpa é das estrelas" eu estou realmente tentado a ler até a lista de compras do John Green.
    E o infinito da listinha de livros para ler só aumentando...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAUHAUAHUAH ADOREI. Acho que eu também leria a listinha de compras do John Green!

      Obrigada por comentar ♥

      Excluir
  7. Ah, estou ansiosa para ler Quem é Você Alaska.. preciso comprá-lo.. ouço falar dele há tanto tempo .. =) John Green é simplesmente John Green, incomparável!
    Acho que vou me divertir com esse livro tanto quanto com Teorema Katherine e ACEDE! *-*' Ótima resenha, me deu mais vontade de ler!

    Beijos ;*
    Seguindo seu blog, se puder segue o meu?
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dos livros do John Green que li, esse é o que mais gostei! Embora também tenha me divertido lendo Teorema e A Culpa :D


      Muito obrigada por comentar ♥
      Vou seguir sim ^^

      Excluir
  8. Você escreve muito bem, Juliana. Se eu já tinha vontade de ler esse livro, depois da sua resenha vontade que eu tenho só é a de atravessar a rua e ir na livraria comprar HAHAHAH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu tivesse uma livraria logo do outro lado da rua, eu provavelmente iria à falência! (não que eu esteja muito longe disso).

      Muito obrigada, Francielly! E obrigada por comentar.

      O livro é bem bacana. super incentivo você a atravessar a rua :)

      Excluir
  9. Oi Juliana, tudo bom?
    Eu quero tanto ler esse livro! Terminei de ler O teorema Katherine, e já li há um tempinho ACEDE, e a escrita do John é definitivamente contagiante.
    É muito fluida, muito boa! Todos seus personagens são complexos e ao mesmo tempo demonstram uma poesia interna super maravilhosa!
    Espero não me decepcionar com Alasca!
    Beijão
    Endless Poem

    ps: tá rolando um projeto lá no blog, seria muito bacana se você participasse!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa da edição nova é simplesmente LINDA *-*
      Eu tou pensando em fazer resenha dos outros dois livros também, mas sinto que todo mundo já leu eles XD

      Vou lá ver do que se trata :D

      Excluir
  10. Adorei o post, a forma que você constrói as resenhas são perfeitas <3
    Do Green eu só li A Culpa é das Estrelas, e estou de olho em Will Will, mas vou tentar ler esse antes.

    Abraços e beijos :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada :)

      Eu também estou de olho em Will Will. E em Paper Towns também!

      obrigada por comentar ♥

      Excluir
  11. Poxa, adoro vir aqui porque você escreve super bem sobre os livros. No caso da Alasca, sou obrigada a comentar: resenha fod*. Livro fod*. Pra um primeiro trabalho, eu fiquei impressionada. E sim, bittersweet define a leitura desse livro. Me apaixonei pela Alasca, tbm pelos motivos errados :P

    Tive o prazer de ler esse livro esse ano e compartilho do sentimento que ele causou. Baita história ♥

    Beijo!

    Raquel
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha! E que tenha compartilhado do sentimento, mesmo que seja bittersweetness, rs.

      obrigada pelo comentário ♥

      Excluir
  12. Olá, Juliana!
    Que resenha bacana! Parabéns.
    Grande abraço.
    Equipe WMF Martins Fontes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas feliz pra caramba por esse comentário :D

      Excluir
  13. Alasca ta a terra do caqui kkkk
    Muito boa a resenha, deu vontade de ler o livro =]

    ResponderExcluir
  14. Embora você tenha me dito aquilo aquela hora, sobre o Green e o Rick... não, ainda não me convenceu. Você conhece meus argumentos e meus sentimentos com relação a livros "desse tipo" e... bom, é isso.


    A resenha está ótima, mas é outro que não vai entrar pra minha lista "mas é nunca" *me imagine dizendo isso com aquele tom de voz*

    E eu super concordo coma Gi, deixa de grilo, suas resenhas são as melhores, sério... é um texto legal de ler, e não ctrl+c ctrl+v na sinopse do Submarino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAUAHUAH Luciana XD

      O John é legal, apesar de todo o drama. Mas realmente não acho que seja sua praia XD.

      Tá bom, tá bom. Vou deixar o grilo de lado XD

      Excluir
  15. Adorei a sua resenha, ela me despertou o interesse por este livro, isto porque eu ainda não tive vontade de ler nenhum livro deste autor.

    Mas parece ser bem interessante, valeu pela dica. Gostei tanto da resenha que estou te seguindo :)

    Bjkas ;)
    Marina
    Blog Leituras e Afins
    http://afinsdaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Eu to quase acabando "A culpa é das estrelas"
    Comecei devagar, li na página 40 e agora dois dias depois parei na 200 e poucos, fim de semana vou ter um tempinho para terminá-lo e já quero comprar esse!
    Acho que vou virar fã do John Green.
    Ieiii!

    ResponderExcluir
  17. Sou apaixonada por esse livro. Sou apaixonada por esses personagens. Sou apaixonada por esse autor.
    Céus! Que livro mais delicioso, e cruel e lindo.
    Amei a sua resenha. Só me deu mais vontade de ler novamente - coisa que eu já teria feito se não tivesse emprestado meu Alaska pra ma amiga. rsrs!
    Ai, céus! Vou chorar novamente.

    Beijos, chuchu!
    http://ancoreblog.blogspot.com

    ResponderExcluir

O mundo acabando e você aí, chamando bolinho de cupcake